Psicóloga reforça a importância do cuidador para pessoas com deficiência intelectual

Psicóloga reforça a importância do cuidador para pessoas com deficiência intelectual

Cuidadora do CENSA Betim, Edilene Martins, com a educanda Marcela Sena – Foto: Natália Costa.

 

Natália Costa, mestre em psicologia e diretora do CENSA Betim, instituição que é referência nacional nos cuidados a pessoas com deficiência intelectual, destaca que a profissão de cuidador exige habilidades cognitivas e emocionais específicas, uma vez que sua atuação abrange não só o indivíduo, mas também sua família

A atenção à saúde das pessoas idosas com deficiência intelectual exige conhecimento sobre as alterações que são decorrentes do processo de envelhecimento associadas às comorbidades que acompanharam o indivíduo por toda a vida. Essas comorbidades podem ser doenças neurológicas, como a Epilepsia ou mesmo outras deficiências, sejam motoras ou sensoriais. Para isso, o cuidador, profissão regulamentada pela Lei 284/2011, se torna uma um agente importante e indispensável nesse processo. Todavia, para que o seu atendimento seja feito com total atenção e assertividade, é importante também que o profissional esteja preparado e bem qualificado para tal atribuição, como diz Natália Costa, mestre em psicologia e diretora do CENSA Betim, instituição com 56 anos de história e referência nacional nos cuidados a pessoas com deficiência intelectual.

De acordo com Natália Costa, a atuação do cuidador é indispensável para o desenvolvimento das pessoas atendidas, principalmente quando ele é feito em conjunto com uma equipe multidisciplinar. “No CENSA Betim temos um time pronto para atender todos os nossos educandos. Assim, o cuidador que trabalha conosco participa de todas as atividades com as pessoas atendidas. É um trabalho fundamental, pois ajuda no desenvolvimento do profissional, ou seja, do cuidador. A capacitação não é feita apenas na teoria. Existem casos de pessoas com dificuldades ou ausência na comunicação verbal e nessa hora, a capacidade de observação do cuidador é muito importante. No CENSA temos o que chamamos de “training on the job”, que é o treinamento em serviço, capacitação que consiste em conhecer as especificidades do indivíduo de quem vai se cuidar com o auxílio de um supervisor e de um colega com mais experiência. Aliás, todos os funcionários da instituição são capacitados para serem “agentes de atendimento” ou seja, são preparados para atender as especificidades e intercorrências com o nosso público, educandos com deficiência intelectual e múltiplas. É uma forma eficiente de trazer mais tranquilidade para a família e assertividade para a instituição”, comenta a mestre em psicologia.

Segundo Natália Costa, o serviço de cuidador no CENSA Betim traz um olhar diferenciado para o profissional, já que ali, é exigido dele além da técnica, o atendimento humanizado, educativo e preventivo. “No CENSA Betim, o cuidador é capacitado para entender de forma ampla, o que é cuidar de verdade do ser humano, levando em consideração suas potencialidades e dificuldades, com foco no apoio necessário para sua qualidade de vida. É preciso ter carinho, atenção e total dedicação, além de boa vontade para entender a necessidade do outro. Ou seja, é preciso ter a disposição cotidiana para cuidar. Essa é a palavra de ordem: CUIDAR. Acredito que quem é cuidador, possui predisposição de aprender e reciclar continuamente, até porque, é um trabalho que não atende somente uma pessoa, mas uma família inteira. Quem tem um profissional deste apoiando as necessidades das famílias, sabe o tanto que ele é importante para o processo de desenvolvimento”, completa.

Capacitação

Natália Costa destaca que, para que o trabalho do cuidador seja bem efetivo, é preciso também entender e aprender sobre a demanda do outro. “Vale lembrar que o idoso demanda uma atuação, já o atendimento à criança possui outra abordagem e para cuidar da pessoa com deficiência também há muitas nuances que difere desses primeiros. Nestes casos, eu acredito que é imprescindível que o profissional se atente a fazer um curso, ou mesmo especializações, de acordo com o público atendido, para atender com excelência todos esses eixos. Além de aprender muito sobre cada situação, ele estará mais preparado para atender famílias, instituições, ou mesmo pessoas mais próximas que precisem de um atendimento particular”, concluiu a psicóloga.

CENSA Betim

Fundado em 1964, o CENSA Betim é um local para cuidados básicos e um espaço para ser e conviver. Sua missão é atender as necessidades da pessoa com deficiência intelectual, associada ou não a outros transtornos, e da sua família, assegurando-lhes qualidade de vida e uma educação socializadora. O CENSA Betim conta com uma equipe transdisciplinar, convênios e parcerias. Além disso, oferece uma proposta diferenciada com atividades esportivas e recreativas, escolaridade especial, equitação e oficinas de música, teatro e artesanato. Tudo isso em um ambiente familiar e integrado à natureza. Para dar todo o suporte e orientação necessária para os educados da instituição, o CENSA Betim dispõe de três diferentes modalidades de atendimento. Os diários, que acontecem sempre de segunda à sexta, entre 08h às 17h, o atendimento Integral, com funcionamento 24 horas que engloba hospedagem por tempo indeterminado; e a hospedagem periódica, que são especificamente para os planos de finais de semana, férias ou de acordo com as necessidades de cada família.

Mais informações sobre o CENSA Betim – Centro Especializado Nossa Senhora D’Assumpção

Endereço: Rodovia Fernão Dias, Km 494 – S/N | Betim – MG

E-mail: contato@censabetim.com.br

Posts relacionados
Deixe um comentário